FB_init

Wednesday, July 02, 2008

Arquitetura do templo - II

Um dia me disseram que eu morreria de fome como arquiteto. Concordo. Mas não custa expôr idéias para quem entende do assunto "pegar o espírito".
O salão abaixo tem círculos concêntricos. Cada círculo fica a um nível mais baixo que o anterior. O centro do círculo é a 'plataforma' onde fica o orador, que é o nível mais baixo do ambiente. Uma rampa contínua desce do exterior ao interior dos círculos.
Incluir o orador no nível mais baixo ajuda-nos a não exaltar o orador, mas a praticar a humildade (Jo 3.30, Lucas 9.48, Isaías 53.7, Isaías 57.15, Jeremias 13.15, Efésios 4.2,
Filipenses 2.8 ).
O círculo principal também faz com que as pessoas se vejam mais facilmente durante o culto. A adoração portanto fica menos abstrata, menos individualista e mais coletiva, mais autêntica. Individualmente, sou lembrado que estou em meio a outras pessoas e não sozinho. Sou levado a ter responsabilidade e estar ciente das minhas ações e reações ao longo do culto, em vez de 'me esconder na multidão'.
As áreas ao redor do círculo contêm mesas retangulares, mesas circulares e sofás. As mesas retangulares podem ter lugares para 8 a 16 pessoas. A idéia é incluir no mesmo grupo pessoas que ainda não se conheçam muito bem. Os sofás oferecem um ambiente mais caseiro que 'eclesiástico'. A idéia é estimular as pessoas a se abrirem, a interagirem, a trocarem idéias. Plantas podem separar as mesas e sofás entre si, dando um tanto mais de privacidade a certas áreas.



Os sofás e mesas também oferecem a oportunidade de mais de uma coisa acontecer ao mesmo tempo no culto. Há, portanto, mais de um 'centro' onde coisas acontecem. O orador não seria, portanto, o único centro das atenções.
As entradas do local podem ter altura baixa. Ou melhor ainda, a verga superior da porta de entrada pode ter altura descendente. A idéia é que algumas pessoas tenham a tendência de se agacharem. O ato reflete reverência. Um tanto de inconveniência até. Ou penitência? Ou lembrando do sacrifício de Jesus? Esta pequena inconveniência que não é tão inconveniente tem fundamento considerando os outros tipos de sofrimento que acontecem agora ao redor do mundo? A pessoa reafirma a sua intenção de entrar. Encurvar-se também seria um sinal de humildade.

Você tem comentários ou idéias sobre arquitetura, design de espaços ou objetos? Visite aqui!

palavras-chave: arquitetura do templo, arquitetura de templos

2 comments:

Paulo said...

Taí (guaraná)
gostei da idéia!

que tal uma cadeira giratória para o orador? iluminação focada na 'congregação'.

Lembra um pouco a estrutura do 'altas horas'

minha sugestão é uma reunião aliturgica .. orr
assistimos altas horas .

"Vida inteligente na igreja!"

Raphael Rap said...

Cara, até acho uma boa idéia. Mas prefiro aqueles encontros casuais onde pode-se discutir de tudo, inclusive de sexo dentro de um contexto (leia-se mente) cristão...