FB_init

Saturday, October 31, 2009

"Home" de Yann Arthus-Bertrand

   Hoje assisti ao filme "Home" de Yann Arthus-Bertrand. Tem em Português. É muito bom. O filme aborda vários problemas globais, incluindo principalmente o meio-ambiente e a economia. O filme é feito quase que inteiramente de tomadas aéreas e com narração. As tomadas aéreas me remetem a pensar na coletividade social das nossas ações. Assim, já não somos indivíduos, mas vivemos em sociedade. E convivendo nos nossos agrupamentos sociais imediatos várias vezes não nos damos conta dos vários sistemas e forças atuantes no mundo como um todo. É como se essas forças estivessem escondidas. A mudança de paisagens para vários lugares do mundo diferentes reforça a idéia de efeito global de nossas ações (ou falta delas).
   As igrejas protestantes deram grande ênfase à fé pessoal em Jesus, e teologicamente devem estar certas. Contudo, será que junto com essa ênfase teológica não vieram o individualismo e o consumismo da modernidade moldando as igrejas como um grupo de vários indivíduos independentes? Penso que sim. Uma consequência é a dificuldade de haver comprometimento mútuo no construir das igrejas. Outra consequência seria a dificuldade de ver esses sistemas e forças globais que agem para oprimir o ser humano hoje.
  A igreja pensou que o moralismo seria a força mantenedora da sociedade. Devemos lembrar que a moral seria um meio e não um fim. De que nosso compromisso moral deveria ser para com as pessoas diretamente, buscando primariamente a vida, e a vida em abundância (digna). Esse moralismo por si só falha hoje em dia em manter a vida. A igreja precisa pensar em uma ética aplicada que seja mais eficaz na preservação da vida.

2 comments:

Edson Rodrigues said...

Ei mano,

vc mora em Brasília, está visitando ou visitou? Achei que vc morava no canadá , ou estava estudando e voltou?
Enfim , eu moro em Brasília e, caso vc esteja por aqui gostaria de entrar em contato.
Falei.

Gustavo K-fé said...

Oi, Edson, sim, estou em Brasília.
Meu email é o u9x3n_15so@hotmail.com .

um grande abraço,
Gustavo