FB_init

Tuesday, September 08, 2009

Problemática & Solucionática Ética Para Igrejas

Problema: Hoje qualquer um se chama "evangélico". Sai por aí passando cheque sem fundo, furando fila, puxando saco no trabalho, etc. O problema é que por associação quem leva a fama de trambiqueiro é você que também se chama de evangélico. Essa associação sempre existe e você está ligado a essas pessoas pela palavra "evangélico".

Solução para o problema: Igrejas adotam um Código de Ética. Assim começam a evitar a associação com esse pessoal. Esse Código de Ética deve ser elaborado pela igreja ou denominação.

Aqui estão alguns exemplos do que pode entrar nesse Código de Ética:
- Os membros se comprometem a ter comportamentos idôneos e transparentes.
- A igreja se compromete a ser transparente nas suas contas. Publica em murais, no boletim e no site (se tiver) as contas. Usar o retroprojetor ( o mesmo que projeta as letras das músicas) também com gráficos coloridos.
- Uma auditoria independente das finanças da igreja é realizada uma vez por ano. Os resultados são publicados visivelmente em murais na igreja e no boletim.
- De vez em quando (talvez em sessão) a igreja compara os gastos com suas prioridades.
- Na Escola Bíblica Dominical pelo menos duas vezes por ano pegam-se o orçamento e os gastos e discutem-se as prioridades.
- Ao aceitar membros na igreja, perguntar sobre o status. Pedir declaração pública de que "tudo está no seu lugar".
- O pastor não é visto como alguém especial, mas como alguém comum. Deve ter salário não muito acima da média da igreja.
- Pelo menos duas vezes por ano a igreja 'abre as portas para a comunidade' não pra dar sermão neles, mas para ouvir os problemas do bairro e perguntar como a igreja pode se envolver. Mostrar os gastos e orçamento para a comunidade e conversar a lista de prioridades (em mão dupla, ouvindo a comunidade).
- Convidar estudantes de filosofia de vez em quando como estagiários para fazer auditoria e conversar com as pessoas. Usar o espaço da Escola Bíblica Dominical para discutir temas pautados pelo estagiário.
- 'Ensinar' ética na Escola Bíblica Dominical (principalmente para crianças). Usar bastante exemplos.

4 comments:

Anyul Rivas said...

I was wondering if I could translate this post to spanish and post it in my blog and send you a copy to you mail.

Gustavo K-fé said...

Sure! Be my guest!

un abrazo,

Gustavo

Bruno Germano said...

Cara, legal essa sua visão e opinião, mas não acho que é solução e também nao acredito que essa é a vontade de Deus. Nosso Deus nos da liberdade de escolher e o mais importante, ele nos livra de todo o mal. Criando um código de etica estaríamos fazendo o estatuto do nosso clubinho e igreja nao é um clubinho.
Acredito muito no ensino bíblico, investimentos em ensino do evangelho e da doutrina, isso sim traz crescimento tanto espiritual quanto moral para a pessoa, nao que essas coisas sejam separadas, pelo contrário somos um ser só.
Abarços

Gustavo K-fé said...

De que forma exatamente iria uma adoção de código de ética por uma igreja transformá-la em clubinho?
O ensino bíblico e a doutrina não garantem uma boa conduta ética. Por exemplo, no seminário Batista aqui - que seria o lugar onde mais há ensino bíblico - quebraram a senha do meu amigo, e acham isso super normal. Você acha que não é da vontade de Deus que haja ética na igreja?